Patrocinadores

Arquivo

VISITAS

"Bouça, a aldeia que respira Atletismo" in Noticias da Covilhã

Na terra quase toda a população é sócia do clube, que tentam ajudar oferecendo desde uma galinha para rifar ou uns pneus para as carrinhas. Após muitos anos a utilizar os carros particulares de dirigentes e sócios, conseguiram-se as desejadas carrinhas. Com elas veio o encargo dos seguros. Nelson Nunes, antigo atleta e director, recentemente emigrado na Suíça em 2007, decidiu transportar para o país em que estava a solidariedade que notava na Bouça. Organizou um jantar com gente da terra a viver nos vários cantões e com as verbas angariadas pagou-se essa factura. "Levei para lá o espírito que se vive aqui e as pessoas aderiram, têm ligação ao clube e à terra", nota Nélson Nunes, de 26 anos, que entretanto regressou à anexa de Cortes do Meio. Já a aquisição da primeira viatura, há dois anos, esteve dependente da boa vontade da comunidade. Organizaram-se festas, fizeram-se rifas, até se conseguir o dinheiro. As quermesses e leilões foram outra solução encontrada, à qual a população aderiu. "Uns deram talassas, outros galinhas ou rolas, participam como podem", lembra David Bizarro, também ele antigo atleta, como o pai e outros familiares, antigo presidente e actualmente vice-presidente do Grupo Desportivo e Animação Cultural da Bouça. Foi esta "união" que Telma Silva foi encontrar no clube de uma aldeia com apenas cerca de 200 habitantes. Há duas temporadas na Bouça, impressionou-a a dinâmica e capacidade de mobilização de uma colectividade num meio tão pequeno. "Conseguem ter ali a correr nas ruas dezenas de crianças e jovens, fazem um trabalho com muito mérito", considera uma das atletas mais destacadas do clube. Com o atletismo no sangue "O atletismo está no sangue do pessoal da Bouça, de uns mais outros menos. Cá toda a gente já praticou ou tem alguém na família que o fez. Se não foi o pai foi o tio ou o primo", diz David Bizarro. Fundado "por causa de três ou quatro que andavam sempre para aí a correr", o clube iniciou a actividade nos anos 70. Depois viveu períodos difíceis e chegou a estar sem actividade, até os miúdos da terra nos anos 90, dirigentes desde essa altura, se terem interessado. (Reportagem integral na edição em papel) Ana Ribeiro Rodrigues

Baile do Aniversário dos Jovens da Bouça

Foi uma noite de muita folia e animação aquela que se presenciou na passada Segunda-Feira (07 Dez 09) no salão Cultural da Bouça. Na continuação dos festejos do 20° Aniversário dos Jovens da Bouça, realizou-se um bailarico com o artista André Silva que durou até quase de manhãzinha. Foi sem duvida uma noite de muita festa que contou com a presença de muitos jovens e associados em geral. A festa foi ainda abrilhantada pela actuação do grupo de dança Crazy Girls. Fica aqui a reportagem fotográfica: